quinta-feira, 23 de março de 2017

Veja como votou a bancada pernambucana no projeto da terceirização




Deputados de oposição levaram "patos da Fiesp" para o plenário durante a votaçãoFoto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados
Doze dos 25 deputados federais da bancada pernambucana na Câmara Federal votaram favoravelmente ao o projeto de lei 4302/98, que permite às empresas a terceirização de todas suas atividades. No total, 231 parlamentares votaram a favor e outros 188 foram contra a proposta.

Câmara aprova projeto de 1998 que libera terceirização ampla

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (22) projeto de 1998 que regulamenta a terceirização no país, liberando-a para ser usada em qualquer ramo de atividade das empresas privadas e de parte do setor público. 

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto

Hoje há o entendimento de que jurisprudência da Justiça do Trabalho veda a prática na chamada "atividade-fim". Ou seja, uma fábrica de sapatos não pode terceirizar nenhuma etapa de sua linha de produção, mas sim atividades não diretamente relacionas ao produto final, como o serviço de copa e cozinha, de segurança e de limpeza.

quarta-feira, 22 de março de 2017

Renildo Calheiros é processado pelo Ministério Público de Pernambuco

MPF processa o ex-prefeito de Olinda Renildo Calheiros (PCdoB) por irregularidades na prestação de contas de recursos do FNDE

Alegando irregularidades na prestação de contas de recursos federais recebidos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), o Ministério Público Federal (MPF) processou o ex-prefeito de Olinda, Renildo Calheiros (PC do B). Cabe à Justiça Federal decidir se aceita ou não a denúncia. A informação foi divulgada nesta terça-feira (21) pelo MPF. 

TSE DÁ 2 DIAS A TEMER PARA ALEGAÇÕES FINAIS CONTRA SUA CASSAÇÃO


COM VOTOS DA BASE DE TEMER, OPOSIÇÃO PROTOCOLA CPI DA PREVIDÊNCIA


terça-feira, 21 de março de 2017

Mais um vexame: Brasil é denunciado à ONU por vetar lista do trabalho escravo


REUTERS/Adriano Machado: <p>Presidente Michel Temer. 15/12/2016. REUTERS/Adriano Machado</p>

O Brasil foi denunciado na ONU nesta segunda-feira por conta da decisão do Tribunal Superior do Trabalho de vetar, a pedido do governo de Michel Temer, a lista de empresas flagradas com mão de obra análoga à escravidão

E Temer conseguiu desmoralizar o Brasil


:

Até agora, as exportações de carne brasileira já foram barradas pela China, pela Coreia, pela União Europeia e até pelo vizinho Chile, mas Michel Temer não tomou nenhuma providência concreta, a não ser convidar embaixadores para uma churrascaria de carne importada; os prejuízos são gigantescos, mas o ministro da Justiça, Osmar Serraglio, suspeito de receber propinas dos fiscais agropecuários, ainda não foi demitido; da mesma forma, a Polícia Federal ainda não foi repreendida pela pirotecnia da operação, que lançou acusações falsas contra frigoríficos brasileiros – como a exportação de carne misturada com papelão – e jogou por terra vinte anos do esforço brasileiro para abrir mercados; enquanto isso, jornais, como o New York Times destacam que a propina dos fiscais ia para o partido de Temer, o PMDB.

ESCÂNDALO SE ALASTRA E EUROPEUS COGITAM BANIR CARNE BRASILEIRA

Globo recua, critica PF e diz que Lula é inocente

Foto: Divulgação
Parece mentira, mas é verdade. Na noite de ontem, o grupo Globo de comunicação, que há mais de dois anos tenta destruir o ex-presidente Lula, recuou.
Em texto publicado no site da revista Época, por ninguém menos que o próprio editor-chefe da revista, afirma-se que o relatório da Polícia Federal sobre o chamado “triplex de Lula”, que provocou o indiciamento do ex-presidente e da ex-primeira-dama Marisa Letícia, é fraco e sem provas.

Presidente da Câmara garante aprovação da reforma trabalhista em abril

O presidente da Câmara falou ainda que o País pode estar na mesma situação de seu Estado, o Rio de Janeiro, se não aprovar a PEC da Previdência


Resultado de imagem para charge roubando sua aposentadoria

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), sinalizou que a reforma trabalhista deve ser aprovada antes da reforma da Previdência na Casa. Em discurso na capital paulista, Maia garantiu que o projeto de lei com a readequação trabalhista vai ser aprovado em abril e que a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da Previdência vai "caminhar" no final de abril e início de maio. A agenda de reformas, reforçou, vai ser aprovada ainda no primeiro semestre.