CINE ROYAL / SÃO LOURENÇO DA MATA

CINE ROYAL / SÃO LOURENÇO DA MATA

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

QUANTO GANHA UM OFICIAL PM DA BAHIA ?

Oficiais da PM não aderem à greve na Bahia

Oficiais da PM não aderem à greve na Bahia Foto: CLAUDIONOR JUNIOR/AGÊNCIA ESTADO

Após seis horas de discussão, 151 dos 205 policiais reunidos votaram contra a paralisação. O tenente-coronel Edimilson Ferreira disse que "a população já sofreu demais"

Em uma reunião que durou seis horas, 205 oficiais da Polícia Militar da Bahia resolveram não aderir à greve. Foram 54 votos a favor e 151 contra a paralisação. O tenente-coronel Edimilson Ferreira, presidente da Associação de Oficiais da Polícia Militar, afirmou que "a população já sofreu demais" por conta da greve que já dura 10 dias.

A Associação conta com 1.700 membros, e um mínimo de 340 agentes deveriam votar, representando 20% do total. Mesmo assim a votação foi considerada legítima, por se tratar de uma convocação extraordinária.

O comando-geral da PM deverá se encontrar com o governador Jaques Wagner durante o mês de março, em data ainda a ser definida, para discutir temas pendentes, como melhoria salarial e condições de trabalho.

Sobre a paralização no Rio de Janeiro, já confirmada, Ferreira afirmou que "infelizmente há uma orquestração em todo o Brasil".

Sobre as gravações do ex-policial Marco Prisco, divulgadas pelo "Jornal Nacional", da TV Globo, ele disse acreditar que elas realmente mancham a reputação da PM. "Isso vai ficar como uma cicatriz, mas a organização tentará reconstruir a imagem de novo", afirmou.

Prisco foi flagrado por escutas telefônicas incentivando atos de vandalismo no Estado. Em uma das escutas, um interlocutor de Prisco identificado como David Salomão dizia que iria "queimar viatura" e "duas carretas" na rodovia Rio-Bahia. O ex-policial foi preso na manhã de ontem após deixar a Assembleia, junto com outro líder grevista, Antônio Paulo Angelini. (Com informações da Folha)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário